quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Grandes Expectativas para 2017

2017 está começando. Como sempre, nesta época do ano, as chuvas dominam a paisagem. Eu também não ando tão ativo como gostaria. Perto dos quarenta anos de idade, com uma filha para dar atenção, um complexo livro para terminar, e o emprego que me sustenta exigindo cada vez mais, muitas vezes não encontro tempo ou energia que gostaria para astrofotografar. Apesar disso, este ano é de grandes expectativas para mim no ramo da astrofotografia. São muitos os projetos que tenho em mente.

Veja abaixo, o que espero para o ano de 2017.

1 - Finalmente publicar o livro de Astrofotografia: para alguns pode até parecer que este projeto esfriou, mas a boa notícia é que isso nunca aconteceu. O que realmente acontece é que o processo de revisão foi muito mais denso e difícil do que eu esperava. Após finalizar a primeira versão do livro, encontrei uma série de problemas de coerência, erros de digitação e trechos que não ficaram bem escritos. Além disso, muitas vezes, quando se corrige um erro, aparecem outros, principalmente de digitação. O livro foi revisado três vezes, mas agora finalmente estou com uma cópia impressa, corrigindo erros bastante pontuais e vejo que todo o trabalho está começando a valer a pena. Percebo que ler o texto que escrevi é uma tarefa agradável, o que me deixa feliz. Tenho praticamente certeza de que, este ano, finalmente publicarei o livro.

2 - Ver o eclipse solar total nos Estados Unidos: depois do livro, este é o projeto que mais me empolga. Finalmente vou ter a oportunidade de ver um eclipse solar total, ver o céu ficar escuro no meio do dia, ver a coroa solar. Isso será em agosto e estarei acompanhando o pessoal do CASB no dia do evento. Acredito que vai ser uma experiência incrível, mas também tensa. Eu não tenho nenhuma experiência em fotografar eclipses solares e terei pouco mais de dois minutos para fazer imagens. Por isso preciso estudar e me preparar muito até lá.

Chamado de "The Great American Eclipse", o eclipse solar de agosto de 2017 vai cruzar o território dos Estados Unidos da Costa Oeste à Leste.


3 - Fazer muitas fotos planetária: A fotografia planetária tornou-se muito mais interessante para mim depois que adquiri um refletor de 8 polegadas e uma câmera Expanse Mono. Dizem por aí que estas câmeras  Expanse têm apresentado problemas, simplesmente parando de funcionar. Bem, enquanto a minha estiver funcionando, quero tirar o máximo dela e se ela parar, com certeza vou adquirir outra. Fotografia planetária, principalmente de Júpiter, é apaixonante demais para parar.

Filtro Baader UV-IR Cut. Ano passado, usei um similar, emprestado por um amigo, que rendeu ótimas imagens.


Recentemente, um amigo trouxe para mim um filtro IR-UV Cut da Baader comprado em um site na Inglaterra. Vale dizer, custou 230 reais lá, que não é considerado um país barato, enquanto o mesmo filtro está sendo vendido por 850 reais no Mercado Livre, aqui no Brasil. Esse é o custo de viver em nosso país.

Com este filtro IR-UV, espero fazer imagens bastante interessantes de Júpiter, mesmo com um telescópio razoavelmente pequeno para este tipo de fotografia, onde os grandes papas usam telescópios de 12 a 16 polegadas.

4 - Tirar o máximo da minha lente de 200mm: A minha maior (e melhor) aquisição astrofotográfica ano passado foi a lente de 200mm F2.8 da Canon, considerada por muitos como uma joia da astrofotografia. Mas sinto que não tirei todo o potencial desta lente. Acredito que o maior problema é que a estou usando com o Ioptron Skytracker, que, se quebra o galho quando comparado a uma EQ1 ou EQ2, está longe de se comparar à HEQ5 com Go-To. Nos próximos encontros do CASB, pretendo usar a lente na HEQ5 e conseguir tempos de exposição maiores, tirando o máximo que esta lente pode me dar.

Imagem das Nebulosas Barnard 33 e M42, feita na chácara, com a lente de 200mm. Foram 133 frames de apenas 40 segundos de exposição, no Ioptron Skytracker. Imagino se fosse frames de 5 minutos. Veja a imagem em tamanho grande.


5 - Adquirir um novo Notebook: um outro objetivo nos Estados Unidos é adquirir um notebook melhor. Ano passado, resolvi me desfazer do Desktop que possuía. O aparelho, que tinha 4 anos, começou a apresentar alguns problemas, ocupava espaço demais e exigia manutenção constante. Decidi que já estava na hora de abandonar este tipo de equipamento. Infelizmente, isto causou impacto na minha produção astrofotográfica. Perdi poder de processamento e acho que a falta já está impactando muitas imagens. Com muita demora para aplicar filtros e outros comandos, além de constante travamentos, tenho diminuído o trabalho no processamento das imagens, o que me deixa triste. Numa viagem ao exterior, a compra de um bom notebook pode fazer compensar todo o investimento da viagem.

É isso aí pessoal, espero trazer boas imagens e notícias para vocês em 2017. O EBA vai ser mais curto, já que, ao contrário dos anos anteriores, eu não vou estar de férias no evento, mas a varanda do apartamento deve seguir firme e forte. Quanto ao livro, eu não sei muito o que fazer com ele depois de finalizado. Estou aberto a sugestões. Já recebi algumas, mas toda informação é válida.

Um grande abraço a todos e que 2017 nos traga bons céus.

9 comentários:

  1. Estou no aguardo do livro. Um abraço e sucesso nas metas para 2017.

    ResponderExcluir
  2. Com certeza as suas expectativas nos trarão imensos benefícios...é um prazer poder aprender com tudo isso...Sucesso sempre!!!

    ResponderExcluir
  3. Rodrigo continue firme forte!! Nós que iniciamos a pouco tempo na astrofotografia temos você como um referencial!! Deus te abençoe xará

    Rodrigo Sousa

    ResponderExcluir
  4. Grande Rodrigo .
    Aguardando seu livro com grande ansiedade e expectativa. Deve ter ficado demais .
    Grande abraço
    Fábio Palleze

    ResponderExcluir
  5. Andolfato. Boa noite.
    Parabéns pelo seu ótimo trabalho. Sou fotógrafo a mais de 15 anos e desde novembro passado me tomei por uma paixão antiga sobre a astronomia e venho iniciando meus estudos sobre esta ciência. Óbvio que a astrofotografia vai fazer parte dos meus planos, porém estou buscando conter o ímpeto e fazer o caminho com tranquilidade, estudando muito o céu para depois me aventurar em outros detalhes. Tenho alguma experiência em fotografia da Via Lactea com ótimos resultados, mas foi inspirador ver seus trabalhos com astrofotografia de céu profundo. Queria depois trocar algumas ideias contigo principalmente sobre questões mais técnicas das montagens. Por ora, estou assistindo sua palestra no Campus Party de 2015. Por fim, estou procurando um bom binóculo para começar minhas atividades. Parabéns mais uma vez.

    Alan Alencar
    Belo Horizonte / MG

    ResponderExcluir
  6. Já entrou em contato com alguma editora para a publicação do livro? Outra coisa , qual o modelo exato dessa lente de 200mm? Tenho uma 55-250 da Cânon. Seria o mesmo tipo de lente ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, fiz alguns contatos sim, mas o livro esta muito cru e não tive muito retorno. Com ele pronto talvez eu me anime um pouco. A lente usada é uma lente fixa: 2mm F2.8 EF L II USM.

      Excluir
  7. Oi Rodrigo Feliz 2017. Também gosto de escrever as metas para o ano que inicia, acho que gera uma energia positiva que ajuda muito na realização.
    A foto da região de Orion ficou excelente, Horse Head aparecendo, muito bonito. A expectativa para ver o resultado dela na HEQ5 é grande. Você não acha que um Upgrade da T2i para uma 6D por exemplo traria uma grande diferença em uma exposição desse tipo com a 200mm em conjunto com a HEQ5 ?
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, Augusto. Sim, uma 6D tem o sensor fullframe, e daria um belo upgrade na imagem. Embora eu tenda mais a adquirir uma CCD monocromática, que seria mais interessante de usar da janela de meu apartamento. Abraços. Andolfato

      Excluir

Eu tenho me esforçado para responder todos os comentários, mas posso demorar um pouco, ou mesmo esquecer algum. Por isso, peço paciência e não fiquem constrangidos de me darem um toque, caso eu esteja demorando demais.
Atenção: comentários que atentem contra direitos autorais não serão aprovado.